quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

quarta-feira feliz 028

e hoje é dia de olhar pra trás e imaginar o paraíso retrô....

o documentário "american look" foi produzido pela chevrolet em 1958 e mostra as maravilhas do design moderno na vida de um americano da classe média.
ele tinha dois objetivos:
1 - convencer o espectador de que estilo é mais importante do que conteúdo;
2 - vender o modelo novo do impala 1959...
claro que esses detalhes sórdidos não tiram a beleza dos produtos mostrados nem das imagens feitas com o melhor do design da década de 50.

o filme é testemunha do perfil de consumidores que os americanos queriam moldar, um dos fatos fundamentais no desenvolvimento industrial do pais...

o filme está em 3 partes e eu espero que funcione.



pte 1



pte 2



pte 3

divirtam-se!!!

5 comentários:

Ranoya disse...

muito bom!!!
a todo tempo fiquei esperando a Mary Poppins saido de algum lugar...

Silvio disse...

eu tava esperando a doris day....

Valéria Fialho disse...

genial !
ah ! ...estes capitalistas calhordas ...
o video é fantástico pois consegue em 30 minutos fazer um "resumão" de tudo que o melhor do design produziu na época e de quebra dá uma bela aula de projeto ... afinal, é da compreensão da sociedade , seus critérios estéticos, comportamentais, cultura material,anseios, etc ... que nasce o bom projeto, seja lá do que, seja lá em que época ...
valeu silvião pelo belo achado !
highlights para:
- o fato de quase todas as peças de mobiliário mostrado ainda serem hits (escolhidas por 10 entre 10 decoretes chiques)
- a tecnologia avançadas
dos eletrônicos e eletrodomésticos
- a casa do cachorro !
- a escada do escritório ( em dois lances longuíssimos que jamais seriam aprovados na prefeitura de são paulo)
- e é claro ... os carros do "futuro" - vidro bolha é um must !

ps: de onde o ranoya tirou a idéia da mary poppins baixando no vídeo ?
tô com o silvião ... só faltou a doris day mesmo , fazendo par com o cary grant ! ele de executivo charmoso e criativo ( e mulherengo)e ela de secretária inteligente e linha dura que vai dobrar o solteirão convicto !
... e de quebra cantando "slightly out of tune" ...

Silvio disse...

o ranoya não entende naaada de musicais......
imagina que tudo que aparece ai vale hoje uma pequena fortuna, são peça originais dos anos 50 que servem de inspiração para todos nós...

não tenho um favorito, o que eu mais gosto é a vida levada a lá mon oncle.....

stoccontando disse...

Muito bom mesmo Silvão, belo post e belíssimo blog; Interessantíssimo.

Parabéns ao Zoo!

Salve