sexta-feira, 27 de junho de 2008

Sansão e Dalila, de Max Lucon

Demorou, mas aqui vai mais uma postagem da série "acadêmicas":

Vou mostrar o TCC do designer Max Lucon, agora ex-aluno da Facamp, apresentado esta semana e sob a orientação do Prof. Paulo Gaia Dizioli. Fizeram parte da banca examinadora também os professores Giorgio Giorgi Jr e Robinson Salata (ilustres professores e colaboradores eméritos deste blog). Eu também participei da orientação do Max durante o ano passado, quando ainda lecionava da Facamp, mas, como saí de lá este ano, passei o pacote para o Paulinho que continuou o trabalho (e por sinal deu em belo "upgrade" no conteúdo e organização da pesquisa e também conseguiu ajudar o Max a deslanchar o trabalho e soltar o traço!)
O objeto do trabalho é a ilustração da história bíblica de Sansão e Dalila. O Max sempre quis manter a narrativa original da Bíblia e, a partir da apropriação da linguagem de quadrinhos, arte sequencial e ilustração, torná-la mais acessível a jovens leitores. Depois de muitas discussões, crises exsitenciais e tudo aquilo que cerca o processo do TCC, o produto final foi o primeiro volume do que seria um série de livrinhos contando esta passagem bíblica.
Como todo TCC o trabalho teve uma primeria etapa de fundamentação na qual o autor, entre outros aspectos, fez um levantamento de todas as representações que esta passagem já tinha recebido, em diversas mídias.
Abaixo, o clássico do cinema, com Victor Mature:
E após a fase de pesquisa de referências (artistas, técnicas) o Max partiu para estudos de traço e elaboração de storyboard (inicialmente o formato seria muito mais próximo aos quadrinhos, que depois foi se transformando no formato livreto). Aqui um dos primeiros estudos desenvolvidos:
O Max também passou por várias crises com relação à expressão gráfica e técnicas (à mão, na tablet, técnicas mistas, etc). A seguir , um estudo que eu particularmente sempre gostei muito, uma das primeiras tentativas de representação de uma cena da história (mas que acabou não entrando no escopo final das ilustrações): Mais um teste (este para a figura do anjo, colorido digitalmente):E finalmente, algumas das páginas finais do livro. Eu vou tentar descrever sucintamente as cenas, mas já vou me desculpando de antemão se cometer alguma incorreção (Paulinho e Max me corrijam se necessário):
Cena 1: o mal que se aproxima dos filhos de Israel e a anunciação da concepção de Sansão (milagrosa, pois sua mão era estéril)

Cena 2: as profecias sobre o destino de Sansão:
Cena 3: o Anjo da Anunciação (o enviado de DEUS)
Cena 4: o nascimento de SansãoEu gostei bastante do resultado final do trabalho. Gosto deste traço meio "sujo", muito expressivo e acho que a opção pelo branco e preto acentuou ainda mais este caráter da representação.
Como este é um trabalho acadêmico ele apresenta o registro do processo de construção do produto final e acho que isto um aspecto muito interessante e rico. Além disso, o conjunto formado pela pesquisa + produto final também é um passo fundamental na formação do designer/ilustrador, pois propõe não apenas a produção mas a reflexão sobre a mesma.
Abaixo vemos a evolução da construção da primeira cena:

E pra finalizar, nos agradecimentos, o Max colocou um desenho que foi o meu preferido (talvez por ser o de traço mais solto e também pela emoção contida da cena).

Se quiserem saber mais do Max, acessem o link. E é claro, parabéns ao Max pelo belo trabalho!

E quem tiver interesse em apresentar seus Trabalhos de Conclusão de Curso (em qualquer área que envolva projeto e criação), é só entrar em contato pelo email do blog.

5 comentários:

Felipe Telles disse...

..... caramba!!

Max me surpreendeu!
os desenhos estão muito legais!

Valeria, vc tem colocado as imagens pequenas mesmo, ou eu não estou conseguindo clicar nelas e aumentá-las?

Valéria Fialho disse...

eu não sei porque cargas d'água algumas imagens ficam "travadas" para ampliação ... é meio aleatório ... eu presumo que quando as imagen originais são meio grandes o blogger as reduz automaticamente e aí elas ficam sem a opção de ampliar ... mas é só um palpite ... preciso averiguar melhor os fatos ... em resumo: sei lá !
neste post mesmo algumas abrem outras não ...
... amadorismo de véia mesmo !

Thiago Luporini disse...

É isso mesmo realmente que acontece, o blog é fanfarrão e fica de putaria com as imagens dai quando a parada é grande o processo fica tenso, dimai o emprego do bom português não? pagaram um pau dos mai gordo diz ae, ah muleque!

Alexandre Grazzini disse...

Olha vou comentar como um fã de hq´s desde os anos 70 (não, não sou velho, só comecei cedo!), hq boa é HQ EM PB! Me desculpem os designers/ilustradores porque sou leigo na arte de voces e nem pretendo discutir nada, só que sempre achei que desenhista f...dão era aquele que já desenhava "finalizando", caso o arte-finalista fosse bom, tanto melhor, porém, o desenhista que tinha que garantir a expressão da coisa! Neil Adams desenhando batman, john buscema desenhando Conan ou mesmo Moebius são uns exemplos do que quero dizer.
Então nessa era tablet-digital ver o trabalho do Max me agradou demais! Parabéns pra ele que fez e pra quem orientou/incentivou!

Gaabi disse...

Caarambaa! Max
ôhoom!
Paarabééns ehem
os desenhos realmente
estão incríveis
e super criativos
bjO !