sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Sexta-feira Feliz! E hoje vamos falar de..

Pois é, Lanterna Verde! Ícone de ouro dos quadrinhos! Vamos lá!

O que é, versão ultra-resumida:

O Lanterna Verde foi um personagem criado por Bill Finger e Martin Nodell em 1940. Originalmente, o Lanterna Verde (codinome do heróico Allan Scott) tinha um anél mágico, capaz de dar forma a qualquer pensamento, por pura força de vontade. Como tantos outros, foi um personagem criado na época de guerra, com os "ideais americanos".


Porém, após a guerra, as vendas da revista caíram, e foi necessário recriar o personagem. Nasce então, direto da mente de John Broome e Gil Kane, o Lanterna Verde da chamada Época de Prata dos Quadrinhos. Hal Jordan, piloto de testes, estava no lugar certo na hora certa, quando um alienígena cai na terra e, em seu leito de morte, "invoca" e entrega a Jordan um simples anel verde.



Os conceitos do personagem mudaram! Não existia mais um Lanterna, mas uma tropa! Na origem do universo, seres imortais e poderosíssimos, conhecidos como Guardiões, juraram proteger o universo do mal. Porém (sempre existe um porém..), eles se proibiram de interferir, e criaram uma força pacificadora para agir como seus soldados. O universo foi dividido em 3600 setores, cada um com um Lanterna guardião.



São inúmeras sagas, eventos, mortes e ressurreições na cronologia do personagem, mas isso não interessa. O que eu quero falar é do conceito!

O Conceito



O Lanterna Verde é igual a nós. Um cara normal, de imaginação fértil, sem habilidades excepcionais, com vontade de fazer o bem. A diferença é que ele tem um anel energético, capaz de realizar seus desejos.

As habilidades do anel são: Criar qualquer forma física a partir dos pensamentos do usuário, vôo, campos de força, raios e o caralho a 4. As possibilidades de uso são infinitas: só dependem da imaginação do Lanterna e de sua força de vontade de "desejar" a criação (e da imaginação do roteirista também..)



O porquê da importância do personagem:

Como já dito, o Lanterna é uma pessoa comum que ganha um presente inimaginável! Tudo o que ela precisa fazer é proteger os outros, e fazer o bem. Simples assim!

Que criança não se cativaria com um personagem desses? As histórias do Lanterna ainda apresentam um ar de Star Wars, cheio de raças alienígenas, tecnologia alien de ponta, misticismo e de vez em quando uma boa e velha narração Noir..

Um filme do Lanterna começou a ser especulado, com arte conceitual e tudo. O que os fãs esperam é algo tão grandioso a nível Star Wars, dada a quantidade de conceito, cultura e possibilidades que envolvem o personagem. É claro, sempre pode ser uma merda. Mas fica a esperança.

Para terminar, deixo com vocês o melhor Lanterna que nunca existiu: Duck Dodgers (AKA Patolino), no desenho homônimo, quando acidentalmente trocou de roupa na lavanderia com Hal Jordan, e o anel estava no bolso!



Nerds, o poder é de vocês!

7 comentários:

Valéria Fialho disse...

muito bom ! nada como ouvir alguém que entende do assunto !
eu que nunca li uma hq do Lanterna achei a "versão ultra resumida" perfeita ... deu até vontade de comprar uma revistinha !
mas, mudando de assunto ... "Como fazer um Batman - parte II " ... sai quando ?

Silvio disse...

'No dia mais claro, na noite mais densa, o mal sucumbirá ante à minha presença'

frase marcante da minha juventude mega nerd....

os lanternas verdes são os deuses vivos do planeta oa!

mas vocês esqueceu de dois dos mais marcantes lanternas ever:

Guy Gardner o lanterna verde mais mal-humorado, protagonista da melhor fase da liga da justiça, junto com o gladiador dourado e com o besouro azul...
e g nort o pior lanterna ever, membro de uma raça que parece com cachorros, ele nunca aprendeu a usar o anel!!!!!!

o mais mal-humorado e pior lantern

muito nerd?

by the way eu sempre quiz um anel.....

ps - como assim sexta feira feliz meus advogados vão te ligar.....

Felipe Telles disse...

ahahha pra sua inveja, eu tenho DOIS anéis do lanterna!! o do Hal e o do Kyle!

Então, como disse, foi uma versão ultra-resumida.. mesmo porque eu deixei de falar coisas importantes do LV..

Por exemplo:

O uniforme! É um uniforme mesmo, funcional, sem prescuras penduradas, e todos os lanternas usam. É a identidade da tropa.

E é o único herói com luvas brancas que ficaram maneiras! Já pensaram isso? Luvas-brancas!

Na última fase do LV, até explicaram um pouco do uniforme, na visão de uma garota.. a parte negra do uniforme é fria, enquanto a parte verde é quente, como se emanasse a energia verde. E não se parece com nenhum tecido conhecido.

Se eu fosse falar cada detalhe, iria ficar um post de um ano! O universo dos LVs é muito rico!

serafini disse...

Acho que a melhor coisa do Guy Gardner foi tomar UMA porrada do Batman e cair seco! UM SOCO! UM SOCO! Hahaha!

Bom, vai tem uma nova série com o Laterna verde... tem até um hotsite http://web.hotsitepanini.com.br/aguerradosaneis/

Felipe Telles disse...

eu "viajei pros EUA, li e voltei", e essa saga é do caralho! To louco pra comprar quando sair aqui!

Valéria Fialho disse...

hoje encontrei um dos nossos leitores ( o Elmer) e ele me disse que tá esperando ansiosamente o término da saga "como fazer um batman" ! tá vendo ... tá deixando nosso público aguado !
queremos batman ! ( vou pentelhar até você postar ... hehe)

zoo disse...

Queremos Batman !