segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Bird's Nest


A poucos dias da abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, a maior atracão das mega-estruturas especialmente erguidas para o evento é o Estádio Olímpico (acima), carinhosamente apelidado de "Bird's Nest". Acabo de ler uma ótima entrevista com o arquiteto Jacques Herzog, do escritório Herzog & de Meuron, responsável pelo projeto, na revista alemã Der Spiegel (calma, o texto do link está em inglês), não apenas sobre arquitetura, mas principalmente sobre design, ética, moral, questões contemporâneas e as contradições de se construir na China de hoje e no resto mundo. Vale a pena... abs

Ps.1- para quem não conhece a dupla: informe-se, seu trabalho é um dos mais surpreendentes da produção atual.

Ps.2- para quem quer mais: veja o trailer do documentário produzido sobre a construção do estádio.

7 comentários:

serafini disse...

Muito boa mesmo a entrevista.
Bem colocada essa questão ditadura e arquitetura... e o cutucão no Spielberg foi perfeito.
Agora falar em Trojan Subversivo...

Alexandre Grazzini disse...

hehehe, queria ver um comentário do Sérgio Ferro sobre essa entrevista.

Tirando todo o blá-blá-blá dos arquitetos do Star System que ficam tentando justificar as razões de seus trabalhos pelo mundo para os que não fazem parte dessa constelação de "super-arquitetos", coisa que fica bem demonstrada nessa entrevista com o pessoal da Der Spiegel alfinetando o Herzog com a questão de trabalhar para um regime anti-democrático (e ele tentando achar uma saída elegante), o que resta é algo que pode ser simplificado com aquela maneira americana espetacularmente simplista de dizer as coisas: "Money talks!"

A única parte que ele foi genuíno foi quando disse que só um idiota não aceitaria o trabalho, e os entrevistadores foram de uma hipocrisia infantil.

Sim a China é um país espetacularmente rico em cultura e história tanto quanto possui um regime brutal, militarizado e violador dos direitos humanos, pois bem, e desde quando a arquitetura só foi realizada quando a sociedade estava em perfeita harmonia?

Se assim fosse, Artigas e compania não teriam feito o zezinho magalhães, afinal o governo era militar. A arquitetura romana teria sido feita?

Arquiteto as vezes enche muito o saco, qual o problema de dizer "cara, era uma oportunidade muito boa de mostrar meu trabalho e de ganhar bem. O cliente é um fdp mas eu não sou, vou tentar fazer o melhor possível em um projeto que se faça entender como sendo bom para a cidade, para as pessoas, que é o que importa!"

Bel disse...

ééééééé!

isso aí ale, assino embaixo.

Silvio disse...

até o howard roark pegava esse trabalho ai....

Marcinho disse...

hahaha... imagina o discurso que ele ia apresentar... deixava o Jacques no chinelo!

serafini disse...

Já o Niemeyer pagava pra fazer...

Marcinho disse...

hahaha... pagava nada que ele é comunista e sabe ganhar dindin! ia era cobrar muito mais...