segunda-feira, 21 de julho de 2008

O maior monstro de todos

Estamos falando de monstros e nada mais justo do que falar do maior deles. Se não fosse por ele, não conheceríamos o mal e nenhum outro monstro poderia praticar seus atos maldosos. Hollywood o transformou num monstrão, em um advogado e até mesmo em uma gostosa (vide Elisabeth Hurley). Simmm....estou falando do DIABO (com eco, por favor).

Apesar de aprendermos desde o catecismo que o tinhoso tem muitos nomes e muitos significados como “caluniador”, “inimigo de deus” e “acusador”, a verdade é um pouco diferente.

Primeiramente o conceito de diabo foi inserido na doutrina cristã advindo de diversas fontes com o intuito de “demonizar” todas as religiões consideradas pagãs. Como exemplos têm-se os chifres que vieram de Cernnunos dos Celtas, de Pan, dos Faunus, ou o tridente que vem do Trishula, o tridente de Shiva, ou do tridente de Poseidon, o enxofre que vem das limpezas de ambiente e rituais alquímicos, etc, etc. Enfim......ele é uma salada de símbolos e signos.


O próprio nome Diabo, Diabolos e Daimon tem traduções bem diferentes das que estamos acostumados. Daimon ou Daemon significa “gênio” ou “espírito” e era utilizada por diversos povos da antiguidade como protetores ou “anjos da guarda”. Dá para perceber qual palavra se originou daí, né?

Já Diabo vem de Diabolos, cujo significado está atrelado a outra palavra já citada: Símbolos. Diabolos significa “Aquilo que nos separa” enquanto Símbolos significa “Aquilo que nos une”.

Outro nome que o cramulhão costuma receber é o de Lúcifer (em hebraico, heilel ben-shachar, em grego heosphoros), representa a estrela da manhã (a estrela matutina), a estrela D’Alva, o planeta Vênus. Na religião romana, Lúcifer ou Lucifurgo tinha as mesmas atribuições de Prometeus. Responsável por ter trazido a Luz (inspiração ou conhecimento) dos deuses para os humanos. Prometeus seria um análogo à serpente bíblica que seduziu Eva a experimentar da árvore do conhecimento, pois foi esse animal “demoníaco” que entregou os conhecimentos e a razão a humanidade, assim como o fogo de Prometeu. E como todo conhecimento é poder e a massa é mais facilmente controlada sem ele.....
O coisa-ruim também ganhou o apelido de Satanás, que tem origem na tradução de Shaitan. Shaitan (hebraico), Satanas (aramaico), significa “Adversário” e era uma palavra usada pelos antigos para designar justamente um adversário. Se você vivesse lá pelo século I A.C., por exemplo, e fosse desafiar um amigo seu para ver quem decapitava mais escravos inúteis, esse seu amigo era seu Shaitan. Agora imagina que não tinha time de futebol e cada um torcia pelo seu Deus. Antes de começar uma batalha, todos oravam para ele contra o Deus adversário ou o Shaitan. Certo? Orar contra Shaitan? Hummmmm.


O nome mais “style” que o Rei do Inferno tem, na minha opinião, é Belzebu. É quase um boi zebu...ok...ok...desculpa o trocadilho. Belzebu vem de uma corruptela lingüística originada pela junção das palavras Baal + Zebub. Baal, no hebreu, significa Senhor e Zebub é o nome para “As coisas que podem voar”. E não é que foi aí que o diabão ganhou as asas!!! O senhor das coisas que podem voar.

O importante é que o conceito de diabo ganhou toda a cultura ocidental e tornou-se um símbolo (algo que nos une, lembra?) para representar o que é mal e o que é detestável. E com isso ganhamos mais uma poderosa ferramenta representativa para utilizar no nosso dia-a-dia.

8 comentários:

Betão Fialho disse...

história + semiótica + etmologia! Esse blog está ficando cada vez mais denso. Grande Léo, nada como uma abordagem profunda... só faltou a foto da Lis Hurley para completar o quadro. O melhor diabo ever. E também as tradicionais vagabinhas vestidas de diabinha no carnaval.

Marcinho disse...

Sem querer ser repetitivo...
Nossa, que post denso!!

Valéria Fialho disse...

tá pensando o que ... zooblog também é cultura !
parabéns ao LEO pelo ótimo trabalho !

Anônimo disse...

Fala Don.....o carmulha tem mais apelido que nós todos juntos...damn!

Mand as fotos da Liz Hurley pro meu email pessoal....obrigado,

Feffers

Léo Lousada disse...

Só um detalhe....a foto do Bono de McPhisto, além do personagem simbolizar o objetivo de certas organizações religiosas em busca de dinheiro, é da turnê ZOO TV.

Dá para ver um ZOO ali do lado do quadril dele?

É....tem ZOO em todo lugar ;)

Silvio disse...

nuóssa que post mais profundo, sempre soube que você era adorador do tinhoso... mr. mcphisto
agora diz ai Shaitan é o satã da xuxa???

quanto às imagens aquele por-d-o-sol com os chifres é fenomenal, se algum dia ver um desses, vou me borrar todo.

legal você fazer essa ponte entre as culturas e religiões antigas e os dogmas e ensinamentos da igreja católica, queimadora de criancinhas e agente imobiliária.

nota déixxx

Marcinho disse...

hahahahaha.........

serafini disse...

E Tudo isso só pra assustar as criancinhas...

Mandou Bem Leo!